Ads 468x60px

Chapter #078 - Strider


Chegamos a mais um capítulo da saga Mario Verde, capítulo este de número 78 e hoje falaremos sobre Strider, outro dos sucessos do Mega Drive, desenvolvido pela Capcom originalmente para Arcade e outros consoles mais antigos, foi portado para Mega Drive aonde pôde mostrar todo o seu potencial com belos gráficos, trilha sonora bem cativante além da jogabilidade, que era perfeita para um game de ação/plataforma.


O game se passa no ano de 2048, aonde a Terra está sendo ameaçada por um ser chamado Grandmaster Meio, O Senhor das Trevas, um alienígena que tem por objetivo dominar nosso planeta, Meio pretende construir uma estação estelar entre a Terra e a Lua chamada Terceira Lua. Porém Hiryu, um valente guerreiro Strider, equipado com a sua poderosa espada Cypher se rebela contra o Grandmaster Meio, enfrentando todas as suas forças invasoras.

A temática futurística fez com que os cenários e personagens fossem dotados de alta tecnologia, além de habilidades incomuns, durante a missão de Hiryu, ele recebe a ajuda de pequenos robôs chamados Options, aonde eventualmente Hiryu os encontra pelo caminho.


O game conta com 5 fases, que apesar de curtas, são bastante desafiadoras!

São Petesburgo: Na União Soviética aonde Hiryu combate os soldados e as máquinas robóticas da região, a fase também conta com 3 chefes que podem trazer algumas complicações para novos jogadores.

Sibéria: A terra de Hiyoga de Cisne, o lugar é todo congelado com paredes de gelo e tudo mais, enfrentando animais silvestres até encontrar uma base militar, nessa fase também existem 3 chefes.

Ballog: Um navio de guerra que voa! Aonde após enfrentar todos os capangas e destruir o centro do navio, é necessário enfrentar o Capitão do navio em um combate mortal.

Amazônia: fase brasileira, aonde se encontra plantas venenosas, nativos, piranhas e é claro, dinossauros! O chefe da fase não podia ser outro senão Blanka! um T-Rex mecanizado!

Terceira Lua: A fase final, que está repleta de maquinas e capangas do Grandmaster Meio, aonde então adivinhe, 7 dos chefes que você já derrotou estão de volta e é claro, muito mais fodásticos, ao derrotar todos então, você chega até o Senhor das Trevas, o feiticeiro ditador galáctico Grandmaster Meio, em uma batalha que vai garantir ou a salvação da Terra, ou sua perdição.


A parte gráfica do game ficou sensacional, cheio de detalhes desde o sprite de Hiryu, além de todos os inimigos todos muito bem trabalhados e até mesmo os cenários, que ficaram perfeitos e bem característicos, as variedades das cores casaram perfeitamente. Os efeitos sonoros também ficaram espetaculares, além da trilha sonora que é bem marcante e quem conhece o jogo vai lembrar das músicas até hoje, que se encaixam perfeitamente com os temas do jogo e dão uma emoção a mais na hora do jogo.

A jogabilidade também é perfeita, os comandos são fáceis e da pra se movimentar bem pelo cenário, a movimentação do personagem é bem rápida em relação a outros games da época, Hiryu se move bem rapidamente pelo cenário, dando várias piruetas e pulos ninjas. Pelo fato do game ser curto, depois de pegar o ritmo de jogo, fica fácil zerá-lo em menos de uma hora, o que pode ser um pouco frustrante, apesar de que você provavelmente irá querer jogá-lo novamente.

Strider tornou-se tão popular que recebeu algumas continuações, e está sendo preparado ainda novos games até o dia de hoje, além das várias participações de Hiryu em outros vários games da Capcom, desde games de RPG até games de Luta! Strider foi um verdadeiro sucesso quando lançado, por ser um jogo bem antigo, foi eleito o game do ano em 1990, por conta de seus belos gráficos foi considerado como um dos jogos que revolucionaram o mundo dos games.


Confira agora o gameplay desse clássico:


E é isso aí pessoal, esse foi capítulo de número 78 da saga Mario Verde, falamos sobre Strider de Mega Drive! Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Confira outros Games Clássicos que você poderá gostar também!